/// Marketing

5 passos para aplicar o marketing digital no terceiro setor

O terceiro setor tem demandas diferentes das empresas, o marketing digital deve ser adotado para que a entidade possa atrair mais recursos e voluntários.

Data de Publicação: 27/09/2021

Tido como um conjunto de estratégias on-line, o marketing digital no terceiro setor tem como propósito fortalecer uma marca e atrair pessoas com o mesmo objetivo social. Por isso, é fundamental que as ações desenvolvidas agreguem credibilidade à organização para influenciar o público a contribuir com a causa.

Levando em conta que as pessoas estão cada vez mais conectadas, e que o terceiro setor tem demandas totalmente diferentes das empresas e das prestadoras de serviços, o marketing digital deve ser adotado como uma forma de apresentar os serviços ao público de maneira cativante e encantadora, para que a entidade possa captar os recursos necessários e atrair mais voluntários.

Siga com a gente e descubra, no Codeblog, 5 passos para aplicar o marketing digital no terceiro setor.

 

1. Tenha uma identidade definida

A identidade de uma marca tem a missão de representar a sua história e os seus conceitos de visão, de missão e de valores.

Por esse motivo, por mais que as instituições do terceiro setor atuem sem fins lucrativos, a única forma de atrair contribuintes recorrentes é fazer com que as pessoas acreditem, identifiquem-se com a sua causa e comprem a sua ideia. Para isso, é necessário apresentar os serviços e informar como os recursos são alocados para criar uma boa reputação no mercado.

 

2. Defina os objetivos para a sua estratégia

Antes de tudo, é necessário definir quais são as expectativas da sua ONG, quais são as dificuldades enfrentadas e quais as metas de desenvolvimento.

Depois de mapear os pontos e levantar os dados para compreender as limitações e quais ações são necessárias para driblar as adversidades, é hora de pensar nas ações futuras e concentrar esforços para encantar o público e motivar as pessoas a abraçarem o seu propósito. Assim, fica muito mais fácil fazer a gestão dos resultados e mensurar a eficiência das estratégias.

 

3. Segmente o seu público

O ponto mais importante para uma estratégia assertiva de marketing digital no terceiro setor é comunicar a realidade de forma convidativa, para incentivar as pessoas a contribuírem com os projetos.

Para isso, a segmentação do público é fundamental. Afinal, apenas estudando o seu público-alvo e as preferências, classes sociais e comportamentos dele é possível perceber quem são as pessoas que podem se impactar pelos projetos e quais são as melhores maneiras de alcançá-las.

Uma ótima maneira de afunilar esse processo é a partir da criação de uma persona que represente o que seria um doador ou um voluntário ideal.

 

4. Aposte no poder das mídias sociais

As mídias digitais são, sem dúvidas, as protagonistas das ações de marketing digital, mas, ao contrário do que muita gente pensa, elas não se limitam apenas ao Facebook e ao Instagram. Confira a seguir as principais ferramentas para criar interação com pessoas interessadas na sua causa.

- Site/blog

Enquanto um site atua na apresentação institucional da entidade de maneira prática, um blog é uma forte estratégia para geração de tráfego, já que possibilita que os usuários acompanhem os projetos e as campanhas geradas.

- Redes sociais

As redes sociais são ferramentas essenciais para alcançar possíveis doadores, voluntários e, até mesmo, empresários que se interessem pela sua causa.

Além disso, os usuários gostam de interagir nas redes sociais, por isso, cada publicação é uma nova chance de impactar possíveis doadores, voluntários e parceiros.

Contudo, para garantir uma estratégia assertiva, é preciso pensar em conteúdos e chamadas para ação direcionadas. Também é necessário investir em uma Bio informativa para o Instagram e em informações estratégicas para o Facebook, por meio da utilização de botões que direcionem para o site, por exemplo.

- E-mail Marketing

O e-mail marketing é uma ótima maneira de nutrir com informações as pessoas que têm interesse em contribuir com uma causa. Para isso, apresente conteúdo de valor, cases de sucesso e estimule a participação de contribuintes sobre a prestação de contas.

 

5. Conquiste a atenção do seu público

Por fim, depois de definir todos os canais de comunicação e as estratégias aplicadas em cada um deles, é chegado o momento de pensar em formas de atrair a atenção das pessoas que simpatizam com a causa e que desejem se posicionar a respeito.

Vale lembrar que, no cenário filantrópico, o Marketing Digital pode sofrer algumas limitações, por isso, tome cuidado com anúncios e publicidade em massa, que podem causar uma experiência negativa para o público. Entretanto, existem diversas outras ações que podem ser interessantes, tais como:

- Loja de produtos:

Comercialização de itens com valores revertidos para ONG.

- Ações de voluntariado

Ideais para atrair pessoas que desejam se envolver com a causa de uma maneira mais próxima.

- Programas de fidelidade

Brindes e descontos oferecidos por empresas parceiras e voluntárias criam uma experiência positiva e estimulam o público a associar a sua entidade com uma marca.

Enfim, gostou de descobrir os 5 passos para aplicar o marketing digital no terceiro setor? Se você deseja digitalizar os processos da sua ONG, otimizar as funções da sua equipe e garantir maior alcance dos projetos desenvolvidos, entre em contato com o time de especialistas da Codebit e confira todas as soluções personalizadas para atender à sua demanda.

No mais, continue de olho no Codeblog. Em breve, teremos muitas novidades por aqui.

Um grande abraço!

Envelope fechado

Assine nossa Newsletter

Receba nossos conteúdos