/// Terceiro setor

Como captar recursos? Saiba quais as principais fontes para sua entidade.

Confira dicas práticas para intensificar a captação de recursos da sua ONG.

Data de Publicação: 05/04/2021

Sem dúvidas, um dos maiores desafios das Organizações da Sociedade Civil é justamente a falta de recursos financeiros para desenvolver projetos, contratar pessoas e divulgar as ações.

Por esses e tantos outros motivos, a captação de recursos é uma estratégia fundamental para a manutenção das atividades desenvolvidas pelo terceiro setor.

Nos últimos tempos, os processos de captação estão em evidência entre as organizações, e existem inúmeras técnicas eficazes para estimular o retorno positivo.

Provavelmente, você deve saber que o Terceiro Setor cresceu bastante no país. Contudo, junto com a expansão do cenário, surgiram também novos desafios, como a concorrência e a dificuldade na obtenção dos recursos.

Ou seja, mais do que nunca, é primordial definir e seguir estratégias para alcançar um bom desempenho e impactar os apoiadores.

Pensando nisso, nós, da equipe do CodeBlog, listamos dicas para ajudá-lo (la) nessa missão desafiadora. Siga com a gente e confira abaixo algumas formas de captar recursos para a sua entidade.

1. Seja otimista! No pensamento e na comunicação

A gente bem sabe que o período atual é desafiador para todos. Mas, acontece que algumas organizações estão há tanto tempo com dificuldades para manter as suas operações que simplesmente entraram no piloto automático e passaram a se comunicar de forma pessimista.

Contudo, o tom de desespero e as frases negativas como “está tudo muito difícil” ou “sem a sua doação iremos fechar as portas” não convencem o ouvinte. Muito pelo contrário.

Então, o primeiro passo para intensificar a sua captação de recursos é repensar a sua abordagem e apostar em uma narrativa vitoriosa.

Ao invés de enfatizar somente os problemas, apresente o foco da sua organização, as soluções que ela oferece e como ela se dispõe a contribuir para a resolução de conflitos socioambientais. Levante os números reais, invista em cases de sucesso e, por fim, convide o ouvinte a fazer parte dessa mudança com algum tipo de apoio.

2. Faça o direcionamento prévio dos recursos

Depois de pensar em uma comunicação vitoriosa e antes de apresentá-la aos possíveis doadores, faça o direcionamento prévio dos recursos que serão captados e, se for possível e cabível, mencione por que a sua instituição precisa do dinheiro. Aproveite o momento para levantar outras informações sobre a situação financeira da sua ONG como, por exemplo, qual a quantia mínima necessária para a conclusão dos projetos e quais são os custos anuais para o desenvolvimento da sua entidade.

3. Se reinventar não é mais um diferencial. Tenha a readequação como uma obrigação

Infelizmente, nos últimos anos, as entidades do terceiro setor tiverem que enfrentar os cortes no repasse de recursos públicos, por isso, a reinvenção e a readequação ao cenário se tornaram questões obrigatórias. Assim como em qualquer outro mercado, não existe uma fórmula secreta ou um caminho mais curto para chegar ao sucesso, tudo depende de tentativas, erros e muitos, muitos riscos. Entretanto, para minimizaras possíveis falhas é importante compreender o contexto e o potencial da sua organização para traçar o melhor trajeto a ser seguido.

Confira a seguir algumas formas de captação de recursos com boas chances de resultados positivos.

Captação de doadores

Ao contrário das empresas tradicionais, as instituições do terceiro setor podem pedir doações para executar as suas atividades. Entretanto, além das solicitações, é necessário oferecer alguns benefícios aos doadores como brindes, ingressos para eventos ou divulgação da empresa no site ou no relatório anual de atividades.

Além disso, é preciso ter em mente que é mais barato e mais recompensador manter um doador recorrente do que buscar novos. Por isso, aposte em boas práticas de relacionamento, agradeça os seus doadores e mostre a eles como o dinheiro doado foi aplicado dentro da sua organização.

Captação por projetos

Além das doações, outra boa forma de captar recursos é por meio de projetos. Nesse contexto, existem dois caminhos possíveis: os Projetos incentivados e Editais de Institutos e Fundações Empresariais.

Projetos incentivados

A partir de leis de incentivo fiscal, o governo possibilita que empresas e pessoas físicas destinem parte do imposto de renda para financiamento de projetos esportivos, culturais ou relacionados à saúde. Dessa forma, a pessoa física ou jurídica pode escolher para quem e como esse valor será destinado.

Editais

Os editais de Institutos e Fundações Empresariais também são boas fontes de apoio para as Organizações. Mas, antes de tentar participar de algum, é importante saber se a atuação das empresas está de acordo com as atividades desenvolvidas na sua ONG. Além disso, é importante checar se a sua entidade atende às condições necessárias para a participação.

4. Eventos

A realização de eventos, além de ajudar na divulgação da sua ONG, também é uma excelente forma de captar recursos. Para isso, vale a pena investir em um dia de feijoada, pizzas, fogazzas, etc.

Para isso, defina o melhor prato, prepare, divulgue e, então, abra para encomendas. Em um período pós-pandemia, também é possível pensar em festas beneficentes e excursões para visitas em pontos turísticos.

5. Bazar

A realização de bazar já é uma atividade muito comum quando se trata de captação de recursos de ONG’s. Por isso, por mais efetiva que seja, esse tipo de ação deve ser bem organizada para destacar os eventos realizados pela sua ONG dos demais. Por isso, pense em como transformar o seu bazar em algo mais próximo de uma loja. Obtenha doações de roupas, móveis e eletrodomésticos em bom estado, apresente preços atrativos e atente-se à disposição das peças e à iluminação do local.

6. Aluguel de espaço

Se a sua organização tem um espaço amplo, com auditórios e áreas esportivas, uma excelente maneira de captar mais recursos no período pós-pandemia é sublocar algumas áreas para realização de eventos como aniversários, congressos e palestras.

Além disso, também é possível alugar salas não utilizadas. O coworking (compartilhamento de espaços e recursos voltados ao trabalho), por exemplo, é um modelo de negócios que vem crescendo nos últimos anos, já que permite o compartilhamento dos custos que estão relacionados ao aluguel.

Enfim, curtiu ficar por dentro das dicas do CodeBlog sobre como captar recursos para sua Organização? Se esse artigo foi interessante para você, compartilhe-o em suas redes sociais. Com certeza, essas informações podem ajudar muitas entidades a ganharem mais destaque no cenário atual.

Envelope fechado

Assine nossa Newsletter

Receba nossos conteúdos