/// StartUp

O que é uma GovTech?

As Govtechs são organizações que promovem a introdução da gestão pública na nova estrutura moderna. Quer saber mais sobre as Govtechs? Clique e confira!

Data de Publicação: 13/05/2022

A tecnologia foi, oficialmente, introduzida no cotidiano das pessoas e, daqui para a frente, não há mais volta. Em meio a tantas transformações, o único caminho é aceitar e, preferencialmente, adotar os métodos tecnológicos para que eles possam ajudar na resolução de problemas e na automatização de processos do dia a dia.

Como consequência do frenético movimento de modernização, surgiram várias empresas com a missão de desenvolver ou aprimorar os modelos de negócios, como as startups, as fintechs, as edtechs e as Govtechs – que são o tema do artigo de hoje.

Em resumo, as Govtechs são organizações que promovem a introdução da gestão pública na nova estrutura moderna. Nesse cenário revolucionário, além de usuários e de consumidores, o Governo também se torna um cliente das empresas aptas a atenderem o setor.

Quer saber mais sobre as Govtechs? Então, siga com a leitura e confira o compilado de informações que a equipe do CodeBlog preparou para você.

 

O contexto das Govtechs

É inegável que o caminho da transformação digital no universo corporativo foi, inicialmente, aberto pelas startups voltadas à tecnologia - empresas jovens que difundem insumos e soluções inovadoras, disruptivas e inteligentes para auxiliar os empreendedores a alcançar uma estrutura mais moderna no mercado e, consequentemente, facilitar o cotidiano dos consumidores.

Em seguida, surgiu o Marco Legal das Startups, que, sem dúvidas, também deu uma “mãozinha” para a chegada das govtechs.

A Lei complementar nº 182/2021, de 1⁰ de junho de 2021, instituiu o marco legal das startups e do empreendedorismo inovador. Entre os objetivos da lei estão a apresentação de medidas de fomento ao ambiente de negócios e ao aumento da oferta de capital para o investimento em empreendedorismo inovador.

De fato, a criação da lei evidenciou a necessidade da valorização necessária para o desenvolvimento dessa cultura inovadora e formalizou inúmeros fundamentos já presentes na legislação para simplificar a realidade e a atuação das startups, como, por exemplo, o estabelecimento de diretrizes para a contratação entre agente público e privado, com a determinação de etapas no processo de contratação das startups.

Em resumo, o Marco Legal colaborou para a melhoria em geral do ambiente de negócios das startups, contribuiu para a criação de empresas inovadoras, promoveu o aumento da oferta de capital para investimentos e maior segurança jurídica para empreendedores e investidores. Sem dúvidas, tudo isso também facilitou a contratação de startups pela Administração Pública.

 

As Govtechs e o futuro da tecnologia

Assim como qualquer projeto de natureza transformadora, a nova tecnologia promove a integração da área governamental em um cenário que caminhe junto com o ritmo da ciência.

Afinal, hoje em dia, fica claro o quanto as pessoas estão sendo movidas pelo conforto das máquinas, que não só ensinam, como também oferecem respostas imediatas, dentro de poucos cliques.

Por outro lado, os órgãos com demandas mais pesadas, (como os governamentais), ainda sofrem com a lentidão em seus sistemas e processos, o que impede que eles estabeleçam uma relação mais estreita com os próprios indivíduos que dependem dos seus serviços.

Dessa forma, as Govtechs entram em ação para reduzir a burocracia desnecessária e simplificar os trâmites legais e/ou judiciais.

Entretanto, para que essa adaptação ocorra de forma assertiva, é essencial que os líderes preparem suas equipes para utilizarem e dominarem as funcionalidades das plataformas. Afinal, somente com profissionais preparados e dispostos, será possível a efetivação de um país digital.

 

O que é necessário para que uma empresa seja considerada uma Govtech?

Para se tornar, de fato, uma Govtech, uma empresa deve ter o selo Govtech do BrazilLAB, o primeiro hub de inovação de startups, que auxilia a conexão entre empreendedores e Poder Público, colaborando com a capacitação e viabilizando o atendimento de tais agentes.

A verificação contempla empresas com estrutura adequada para vender soluções inovadoras e tendências para os órgãos públicos.

Mudanças proporcionadas pelas Govtechs

De acordo com os dados do próprio BrazilLAB, o Governo reduz em até 97% os custos dos seus processos quando passa a adotar soluções tecnológicas e disruptivas. O percentual tem impacto direto na saúde econômica do país.

Por esse motivo, as Govtechs atuam em prol da sociedade, disponibilizando soluções inovadoras para reformular a estrutura governamental e simplificar a vida dos cidadãos.

Outro ponto importante é o distanciamento entre os órgãos públicos com a sociedade - considerando que os meios tradicionais não permitem uma aproximação entre a gestão pública e os indivíduos – o que fragiliza a administração assertiva e a inclusão social no ambiente público.

Nesse cenário, as Govtechs chegam com a proposta de democratizar a tecnologia e, em conjunto com a acessibilidade, potencializar o acesso ágil à informação e à comunicação.

 

Na prática, o que muda para o cidadão?

Embora já existam inúmeras plataformas digitais disponibilizadas por diferentes setores públicos com foco na simplificação de processos, é fato que elas possuem vários passos e etapas.

Isso indica que os programas atuais não são intuitivos o bastante para que o cidadão possa garantir um autoatendimento prático e livre de burocracias.

As startups caminham na contramão desse cenário, já que priorizam a transparência total com a população e solicitam que todo e qualquer trâmite seja devidamente resguardado aos órgãos responsáveis.

Nesse sentido, é possível citar também a igualdade social. Isso porque as GovTechs consideram que unificar o acesso à internet, reduzir os custos de serviços de dados e acolher a todos no universo digital é também uma responsabilidade governamental.

Ou seja, elas envolvem uma nova cultura, fomentada por novas formas de comunicação, a partir do uso da tecnologia a favor do bom desenvolvimento sistemático e do preparo da nova geração com a educação digital, levando em conta que, no futuro, as máquinas serão a principal fonte de praticidade, autonomia e monetização.

Quer saber mais sobre as Govtechs, como elas podem transformar a relação entre o governo e os cidadãos e revolucionar o contexto social, econômico e educacional?

Então, clique aqui e participe gratuitamente de um webinar promovido pela CodeBit e a AWS.

Faça agora a sua inscrição! Fique por dentro dos benefícios da migração para a nuvem e modernização da infraestrutura computacional das GovTechs, garantindo maior performance, segurança e redução de custos aos seus processos.

No mais, continue de olho no CodeBlog. Em breve, teremos muitas novidades por aqui.

Um grande abraço e até o próximo post!

Envelope fechado

Assine nossa Newsletter

Receba nossos conteúdos