/// Cloud Computing

Tudo o que você precisa saber sobre a migração de dados para a nuvem

Confira as informações de como e por que migrar os seus dados para a nuvem.

Data de Publicação: 09/08/2021

Se até pouco tempo atrás o armazenamento de dados na nuvem era um diferencial, hoje em dia, esse processo é uma necessidade. Afinal, é inegável a expansão da demanda por serviços em cloud, provocada pelo isolamento social.

Também conhecido como cloud computing, a migração de informações é a área mais utilizada pelas grandes empresas nos últimos tempos, devido aos inúmeros benefícios do armazenamento em nuvem, como segurança, acessibilidade, disponibilidade e redução de custos em atualizações e manutenções (de equipamentos e de espaços físicos).

Entretanto, para que a transição seja realmente eficaz e gere impactos positivos nas operações de uma empresa, é essencial que haja um planejamento prévio. Pensando nisso, a equipe do CodeBlog elaborou um artigo com tudo o que você precisa saber sobre a migração de dados para a nuvem.

Siga com a gente e confira:

 

Afinal, o que é a migração de dados?

Em resumo, a migração de dados é um processo que envolve a transferência de grandes quantidades de informações de um local para o outro. Como, por exemplo, a transição de arquivos do PC para um disco rígido externo, porém, em uma escala muito maior.

 

Por que é hora de adotar a migração de dados?

Além de todas as vantagens citadas acima, é importante enfatizar que a migração de dados é um excelente processo para garantir a eficiência e o armazenamento seguro dos arquivos gerados por uma empresa.

Além disso, qualquer empresa que queira se manter bem posicionada no mercado de trabalho sabe que seguir as tendências tecnológicas e deixar os sistemas obsoletos para trás é parte fundamental dos negócios modernos.

 

Quais são os passos necessários para a migração de dados para a nuvem?

Planejamento

A princípio, pode ser que não haja necessidade de realizar a transferência integral de todos os arquivos para a nuvem, mas sim, selecionar somente algumas funções e setores. Para isso, é essencial elaborar um planejamento para compreender como a migração irá ocorrer, antes de fazer todos os processos funcionarem pela nuvem.

Além disso, é necessário dominar os diferentes tipos de utilização entre todos os setores e colaboradores para adequar as permissões necessárias de acordo com as políticas de segurança adotadas pela empresa.

 

Flexibilidade

Antes de adotar os serviços de nuvem, é necessário pensar e resolver várias questões e escolher quais processos podem ou não ser deslocados para a nuvem e quais devem ser mantidos no armazenamento local. Pode ser que haja a necessidade de criar novas categorias, assim como outros níveis.

Para isso, é fundamental que haja flexibilidade para realizar a concessão do acesso diverso dos arquivos na nuvem. Nesse momento, a companhia precisará definir o que é aceitável, quais serão os níveis de acesso, quais restrições serão aplicadas e quais programas podem apresentar os dados. Além disso, é imprescindível buscar soluções em segurança capazes de atender necessidades e camadas distintas, tanto na nuvem quanto nos locais físicos e virtuais.

 

Segurança

Para garantir que uma empresa não perca as informações a partir do momento em que a nuvem passar a ser mais acessada, é importante contar com uma ferramenta de prevenção contra a perda de dados, conhecida como DLP ou Data Loss Prevention. É necessário que a solução esteja integrada às ferramentas de segurança da web já aplicadas no âmbito empresarial. Dessa forma, é possível assegurar que os dados compartilhados on-line mantenham-se seguros e protegidos.

Vale destacar que as ferramentas de DLP protegem os dados essenciais, sejam eles relacionados à segurança ou às informações internas que, caso sejam expostas, podem impactar no desenvolvimento do seu negócio.

Por isso, a melhor escolha é investir em softwares que preservem os dados de maneira integral, dentro e fora da rede. Ademais, é importante mencionar que, uma vez implementado o DPL, todas as políticas devem ser reavaliadas para garantirem que estejam de acordo com as necessidades da nuvem.

 

Monitoramento

É importante que as suas soluções de segurança sejam capazes de monitorar qualquer ameaça, a partir da análise do fluxo de informações e da identificação de potenciais conflitos. Além disso, é preciso que o software tenha a habilidade de verificar quais websites e áreas de web são perigosos e conhecidos pela distribuição de malwares.

Para assegurar uma proteção eficaz, o monitoramento deve ser realizado de forma constante e contar com um banco de dados global, atualizado em tempo real. Por isso, é altamente recomendável que a sua empresa escolha prestadores de serviços que ofereçam essa opção. Dessa forma, sempre que um problema for identificado, todo seu sistema será notificado imediatamente.

 

Vantagens da migração de dados para a nuvem

Segundo pesquisa realizada pela IBM, o modelo de armazenamento de dados em nuvem cresceu 35% no último ano no Brasil. Muito disso se deve à pandemia do COVID-19 e da necessidade do isolamento social. Nesse contexto, as vantagens da migração tornaram-se ainda mais evidentes.

 

Confira os principais benefícios a seguir:

1. Escalabilidade

Dentro do armazenamento em nuvem, é possível utilizar todos os recursos necessários de acordo com a demanda da sua empresa.

 

2. Disponibilidade

A princípio, a nuvem tem como principal objetivo entregar alta disponibilidade e rápida recuperação de possíveis problemas. Assim, é possível garantir mais eficácia na entrega de aplicações e serviços.

 

3. Agilidade

Por conta de adaptação ágil dos recursos e de necessidades empresariais, o sistema de armazenamento em nuvem promove e disponibiliza novos recursos, serviços e aplicações de maneira contínua.

 

4. Economia

Devido à escalabilidade, as empresas acompanham a necessidade do negócio de forma flexível. Além disso, evitam novas aquisições de software, plataformas e hardware, reduzindo, assim, os seus custos operacionais.

 

5. Segurança

Os ambientes em nuvem são inseridos em padrões globais de segurança de infraestrutura e serviços e garantem às empresas diversas camadas de proteção.

 

Enfim, gostou de saber mais sobre a migração de dados para a nuvem? Então, continue de olho no Codeblog e não perca nenhuma atualização do universo tecnológico. Assim, se você pretende transformar os seus negócios e garantir mais segurança e agilidade de forma simplificada, entre em contato com o time de profissionais da CodeBit e veja como é simples adquirir um sistema de nuvem.

Um grande abraço e até o próximo post!

Envelope fechado

Assine nossa Newsletter

Receba nossos conteúdos