/// Business

Um guia básico para introduzir a segurança no DevOps

DevOps é um conjunto de ideias e práticas que incluem segurança, formas colaborativas de trabalho, análise de dados e muito mais. Confira o guia básico para introduzir a segurança no DevOps!

Data de Publicação: 30/03/2022

Em resumo, o DevOps é uma solução baseada na integração e na implementação de entregas contínuas. A palavra é uma junção dos termos "desenvolvimento" e "operações” e representa um conjunto de ideias e práticas que incluem segurança, formas colaborativas de trabalho, análise de dados e muito mais.

Além disso, o conceito envolve abordagens que auxiliam a acelerar os processos necessários para levar uma ideia do desenvolvimento à implementação em um ecossistema de produção em que ela possa gerar valor para o usuário.

Os projetos podem ser voltados a novos recursos de softwares, solicitações de aprimoramento, correções de bugs, etc.

O propósito é, sobretudo, que pequenas partes de um código sejam liberadas continuamente para aumentar a capacidade de distribuir serviços de maneira mais rápida, segura e eficiente. Para isso, enfatiza a necessidade da comunicação, da colaboração e da integração entre as equipes de desenvolvimento e operações.

Em paralelo, também revela a importância de uma relação mais próxima entre os desenvolvedores dos sistemas e os operadores da infraestrutura das aplicações – para possibilitar melhor compreensão do processo e identificação dos pontos fracos e fortes.

Enfim, agora que você já sabe do que se trata a proposta, siga com a leitura e confira o guia básico para introduzir a segurança no DevOps no artigo que a equipe do CodeBlog preparou para você.

 

A segurança no DevOps

De fato, o principal propósito da metodologia DevOps é diminuir o tempo de lançamento de novas versões e funcionalidades dos softwares, enquanto promove mais agilidade no desenvolvimento e aumenta a estabilidade das aplicações.

Afinal, é comum que, durante esses processos, a auditoria do código e as outras rotinas de segurança fiquem mais complexas, visto que a produção precisa ser mais ágil.

Para assegurar a efetividade da segurança no processo, é fundamental que haja colaboração e que as melhores práticas sejam estabelecidas ainda na fase do planejamento.

Além do comprometimento de todos os colaboradores para que o projeto possa ser desenvolvido com antecedência, também é preciso automatizar as atividades para garantir a previsão do período de implementação e reduzir o risco de falhas e vulnerabilidades.

Confira, a seguir, algumas dicas úteis para garantir a segurança em uma abordagem DevOps:

 

Planejamento

Antes de iniciar o processo, é necessário pesquisar a fundo sobre a tecnologia e, principalmente, sobre quais soluções podem ser aplicadas durante as fases de desenvolvimento e de aplicação.

Com isso, é possível identificar e levantar os pontos de segurança de cada item e garantir que eles sejam devidamente considerados.

 

Melhores práticas

Em todo o ciclo de desenvolvimento de um projeto, é essencial que as melhores práticas de segurança sejam aplicadas, como, por exemplo, o uso de frameworks específicos que já apresentem camadas de segurança para a linguagem de desenvolvimento.

 

Automação de testes de segurança

O processo de automação de teste de segurança possibilita a detecção das vulnerabilidades mais comuns antes do deploy, contribuindo para um reparo rápido desde o início do ciclo.

Nesse aspecto, é recomendada a definição de uma abordagem progressiva na automação de testes, para estabelecer a construção constante de camadas adicionais de segurança, sem sobrecarregar o processo ainda sem seus primeiros ciclos.

 

Time de desenvolvimento

Considerando que o desenvolvimento de um projeto tecnológico é comandado, sobretudo, por pessoas, é importante manter um programa frequente de capacitação em desenvolvimento seguro de software. Afinal, é indispensável que toda a equipe se mantenha atualizada sobre as vulnerabilidades e as possibilidades de ataque, para que possam gerar códigos cada vez mais robustos.

Também é importante realizar atividades regulares voltadas à revisão estática e ao Code Review para identificar as falhas e repassá-las à equipe de desenvolvimento.

 

Colaboração

Para compreender a fundo todos os requisitos que podem ser incorporados para otimizar um projeto ou uma solução, é de suma importância que todos os membros da equipe valorizem o senso colaborativo. Afinal, apenas com uma integração profunda entre o time é possível implementar processos mais seguros.

 

Vigilância

Por fim, mas não menos importante, é preciso saber que um monitoramento frequente é a melhor forma de garantir que possíveis violações ou problemas de segurança sejam identificados, notificados e isolados com mais eficiência.

 

Gostou de conferir o guia básico para introduzir a segurança no DevOps?

Quer saber mais sobre o assunto? Então, aproveite para ler outros posts relacionados no blog da CodeBit. No mais, continue de olho nos conteúdos. Em breve, teremos novidades por aqui.

Um grande abraço e até o próximo post!

Envelope fechado

Assine nossa Newsletter

Receba nossos conteúdos